Victoria’s Secret: o começo do fim



14 de maio de 2018
por: Marcela Leone

vs1

Já não é de hoje. Há sete anos, o L Brands., grupo detentor da Victoria’s Secret, assiste o despencar da marca. Nos primeiros quatros meses de 2018 os resultados não foram nada bons, fazendo as ações da empresa despencarem em 10%.

Para Randal Konik, analista da Jefferies, marcas concorrentes que exploram diversidade e autoestima são o motivo da devalorização da VS.  “As vendas da Victoria’s Secret estão realmente ruins, e é claro que marcas como a Aerie estão tomando parcela do mercado da Pink” (marca mais jovem da Victoria’s Secret). Pertencente à American Eagle, a Aerie aboliu o Photoshop de suas campanhas.

Além disso, outras marcas com discurso mais democrático começam a surgir, e já com sucesso de vendas. É o caso da Fenty X Savage, de Rihanna. Lançada na última semana, havia fila de cerca de 30 minutos para os internautas que quiseram finalizar suas compras online.

savage

Fotos: reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *