Retrospectiva: as mudanças na indústria da moda em 2017



26 de dezembro de 2017
por: Marcela Leone

O NY Times fez um levantamento com alguns destaques do ano

Desfile Off-White (Foto: IMAXTREE)

Desfile Off-White (Foto: IMAXTREE)

Gente, que ano! Você também tem a sensação de que 2017, como diriam nossas avós, deu pano pra manga? E contra fatos não há argumentos: teve o desastroso anúncio da categoria de Melhor Filme do Oscar; a Lady Gaga cancelou a turnê de Joanne (inclusive no Brasil); a sala da casa de Ana Hickmannvirou meme; e Tais Araújo rejeitou uma receita com abóbora no programa da Ana Maria Braga. A lista é bem maior, mas a verdade é que muita coisa aconteceu!

E a movimentação no mercado da moda não foi diferente. Rihanna que o diga, não é mesmo? Um levantamento do NY Times, apontou itens fashions como protagonistas do ano e nós, claro, amamos!

Confira:

O FAMOSO ‘PUSSY HAT’

Missoni (Foto: IMAXTREE)

Missoni (Foto: IMAXTREE)

A Marcha das Mulheres, nos Estados Unidos, foi marcada pelo gorro rosa usado por 80% das integrantes que estavam na rua, principalmente, para contestar contra Donald Trump. Em seu desfile de Inverno 2017, a Missoni tratou de levar sua versão fashionista do objeto à passarela. Olha a rua pautando a moda!

CALVIN KLEIN, O RETORNO

O ano em coisas (Foto: Divulgação)

O ano em coisas (Foto: Divulgação)

Quando a marca parecia respirar por aparelhos, o então novo estilista, Raf Simons, começou o ano ‘dando o nome’: mudou a logomarca da grife, modernizou as campanhas colocando as icônicas cuecas, por exemplo, ao lado de obras contemporâneas e anunciou o Calvin Klein By Appointment, serviço sob medida aberto ao público (anteriormente restrito às celebridades).

O ano em coisas (Foto: Divulgação)

O ano em coisas (Foto: Divulgação)

“É uma celebração da icônica cueca e da calça jeans da Calvin Klein, reconhecendo seu status pop e os apresentando no mundo da arte”, disse Simons sobre a campanha.

ECOBAG DA BALENCIAGA OU SERIA IKEA?

Balenciaga e Ikea (Foto: Reprodução Instagram)

Balenciaga e Ikea (Foto: Reprodução Instagram)

Como transformar uma bolsa de plástico de U$0,99 em uma valiosa sacola de U$2.145? A Balenciaga sabe e ferveu o mundo da moda ao copiar o acessório da popular Ikea. Na época, a fabricante sueca fez uma campanha para brincar com a imitação.

A NOVA VOGUE BRITÂNICA

Vogue Britânica (Foto: Reprodução/Steven Meisel)

Vogue Britânica (Foto: Reprodução/Steven Meisel)

A revista passou por uma grande revolução: pela primeira vez, a publicação está sendo comendada por um homem e negro. Sua capa de estreia deu o que falar, de tão linda, com a inglesa Adwoa Aboah e chamadas apenas com os nomes dos personagens da edição.

FENTY BEAUTY BY RIHANNA

Rihanna para a Fenty Beauty (Foto: Reprodução Instagram)

Rihanna para a Fenty Beauty (Foto: Reprodução Instagram)

A cantora elevou o nível de inclusão das marcas ao apresentar a sua label de beleza com nada mais, nada menos de que 40 tons de bases diferentes. Em um ano em que o mercado usou e abusou superficialmente da “diversidade”, Rihanna foi lá e fez.

A VOLTA DA SUPREME

Supreme com Louis Vuitton (Foto: Divulgação)

Supreme com Louis Vuitton (Foto: Divulgação)

Sempre admirada por skatistas, neste ano a marca virou sucesso entre os fashionistas, após firmar parcerias de peso com a Louis Vuitton e a Nike, por exemplo. Quem não desejou o famoso moletom vermelho, que resgatou a logomânia dos anos 2000?

O CRESCIMENTO DA OFF-WHITE 

Off-White (Foto: IMAXTREE)

Off-White (Foto: IMAXTREE)

Neste ano, Virgil Abloh viu sua marca atingir um patamar de desejo em todo o mundo. Suas peças circulam e agradam todos os públicos, principalmente pela exclusividade das etiquetas, como a da jaqueta jeans (queridinha de público) que vem escrito “denim labels”.

A ERA DOS TÊNIS ESTRANHOS

Tênis Balenciaga (Foto: Divulgação)

Tênis Balenciaga (Foto: Divulgação)

Marcas como Balenciaga e Louis Vuitton entraram na onda de lançar sneakers de gostos duvidosos com preços para lá de salgados: cerca de R$3.000.

A RELAÇÃO ENTRE O ASSÉDIO SEXUAL E O ROUPÃO DE BANHO

Kylie Jenner e suas amigas posam de roupão (Foto: Reprodução Instagram)

Kylie Jenner e suas amigas posam de roupão (Foto: Reprodução Instagram)

O fundador da Playboy, Hugh Hefner, era também conhecido pelo seu roupão de banho. Mas, a peça ganhou mesmo relevância após sua morte, em setembro, com as denúncias de assédio sexual no mundo do cinema. As histórias assustadoras contra o produtor Harvey Weinstein revelaram que ele recebia as atrizes para reuniões vestido apenas com a peça.

Fonte: Glamour | Fotos: reprodução 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *