O comércio justo está mudando o mundo da moda



18 de janeiro de 2018
por: Marcela Leone

comércio-justo

Já está claro que a sustentabilidade é sobre abraçar mudanças e tornar sua finalidade, visão e propósito em um comércio justo. Mas o que seria um comércio justo de verdade?

Esse é um movimento internacional que procura gerar benefício a quem produz. Trata-se de uma relação aberta entre produtores e consumidores que garante a divisão equilibrada dos ganhos, enfraquecendo a exploração por intermediários comerciais.

O resultado é uma remuneração justa e uma relação comercial estável, além de apoio técnico e financeiro, com benefícios das duas partes. O comércio justo se propõe a desenvolver as comunidades de produtores, tanto no aspecto socioeconômico quanto no que diz respeito ao meio ambiente.

Ser sustentável inclui uma estratégia sólida e um plano para entender e mudar a cadeia de suprimentos, não apenas reciclar ou se preocupar com o desperdício nas fábricas. Ou seja, o principal desafio para a indústria da moda é integrar a sustentabilidade em todo o seu negócio.

comércio-justo-2

A geração Y e Z querem transparência e conveniência

Hoje, os consumidores têm mais poder do que no passado para fazer a indústria mudar, e a legislação tem mais poder de pressionar. 60% da Geração Z e 39% dos Millenials querem ter um impacto no mundo e usar a moda para fazer campanha sobre política e igualdade de gênero.

Falando sobre o consumo da moda, os consumidores continuam a comprar roupas a taxas sem precedentes e, como consequência, a produção de roupas deve aumentar 63% até 2030, segundo especialistas da WGSN.

Em termos de preferências de compras, vemos que os consumidores jovens valorizam a conveniência e os valores, portanto, varejistas online que tiverem uma economia e administração transparentes saem na frente.

Com marcas emergentes posicionando-se como honestas e abertas, a transparência se tornará um ponto de paridade no futuro próximo?

Discussões recentes da WGSN concluíram que o futuro da sustentabilidade na moda é sobre a educação do consumidor através da transparência. O plano da Sustainable Apparel Coalition para tornar públicos os desempenhos ambientais e sociais dos produtos de vestuário através do índice Higg até 2020 vai marcar uma grande mudança no mercado da moda. Vamos acompanhar!

Fonte: Zanotti | Fotos: reprodução 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *