Número de redes de franquias no Brasil cai pela primeira vez na história



13 de janeiro de 2017
por: Marcela Leone

hope

Pela primeira vez desde que iniciou a mensurar o setor de franquias, a ABF (Associação Brasileira de Franchising) deve apurar queda no número de marcas que atuam no sistema, segundo prévias divulgadas hoje (12) pela Associação.

A entidade espera um recuo de 1,1% no número de marcas, totalizando 3.039 redes no País. Em 2015, o setor apresentou aumento de 4,5% no número de novos franqueadores, que somaram 3.073 marcas. A associação não apurou quais são os segmentos que representam essas redes que não fazem mais parte do sistema.

De acordo com Altino Cristofoletti Junior, presidente da ABF, essa redução representa uma estabilidade do sistema, uma vez que a prévia mostra um crescimento de 3,1% no número de unidades, totalizando 142 mil lojas. Em 2015 eram 138.343 unidades.

“Hoje a média de unidades é de 45 a 50 por marca e começa a haver uma estabilidade no número de mercas e um aumento nessa média”, afirma o executivo.

Isso significa uma consolidação das marcas existentes no setor, acredita Claudio Tieghi, diretor de inteligência de mercado da ABF. “Em um cenário de crise, ser um franqueador deixa de ser o foco de muitas marcas e temos agora um cenário de consolidação”, afirma.
Para este ano, a projeção é de estabilidade no número de redes.

Faturamento
De acordo com a prévia da Associação, 2016 pode ser um dos piores anos do setor, com crescimento nominal de 8%, registrando um faturamento de R$ 150,7 bilhões.

O número só não é pior que o registrado em 2014, quando o crescimento foi de 7,7% em termos nominais; e de 2003, quando o crescimento nominal foi de 3,7%.

Para 2017, a expectativa é de um crescimento que fique entre 7% a 9%. Em número de empregos gerados, a prévia mostra um crescimento de 2,9%. Para este ano, o crescimento deve ficar entre 2% a 3%.

Fonte: No Varejo 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *