Moda x Exercícios: evolução lado a lado abordada por uma esportista de carteirinha e promotora de famoso tratamento estético



8 de março de 2017
por: Marcela Leone

pupe

*Por Pupe Lima

Treino desde que eu tenho 12 anos, sempre fiz gin√°stica, me d√° um bem-estar grande e √© legal porque voc√™ v√™ o resultado no seu corpo. Em 2000 mais ou menos, eu descobri a muscula√ß√£o e me apaixonei por ela porque o resultado √© mais r√°pido, mais vis√≠vel, independentemente eu gosto de qualquer tipo de gin√°stica e, tamb√©m de pedalar, √© uma coisa que faz bem para sa√ļde, mas em primeiro lugar faz bem pra mim. Por tudo isso acompanho h√° muito tempo a evolu√ß√£o da moda fitness.

Muita coisa mudou desde que comecei a praticar exerc√≠cios. Antigamente utilizavam somente o cotton lycra. ¬†Ent√£o se voc√™ fazia aer√≥bico, ficava toda suada e a roupa come√ßava a pesar. Agora existem v√°rios tecidos tecnol√≥gicos que s√£o muito legais. Eu vou dar um exemplo: quando fui esquiar, h√° muito tempo atr√°s, comprei uma camiseta da Nike e quando vi a pe√ßa super fina, pensei: “ah t√° que n√£o vou passar frio somente com essa camiseta”. E, realmente em uma temperatura de 30¬į abaixo de zero, eu usei a camiseta e uma jaqueta e fiquei super bem. Ela manteve o calor do meu corpo, n√£o senti frio, fiquei aquecida.

J√° para os exerc√≠cios f√≠sicos a tecnologia dri-fit tira o calor do seu corpo e joga pra fora. Cada tecnologia, uma finalidade. Temos tops para quem corre que d√° a sustenta√ß√£o perfeita, principalmente para quem usa numera√ß√Ķes maiores. Shorts com bermudinhas por baixo que s√£o bem mais confort√°veis.

Acho muito bacana tudo isso, tivemos um avan√ßo tecnol√≥gico no setor de roupas‚ĶDe t√™nis, de tudo. √Č uma coisa que vem crescendo cada vez mais e √© recente, ¬†deve ser de uns 12 anos para c√°. Come√ßou com o mai√ī da Speedo que era com uma tecnologia da pele do tubar√£o e a√≠ o pessoal percebeu a evolu√ß√£o e come√ßou a fazer para roupa de gin√°stica, fitness. E, atualmente h√° um boom de marcas no pa√≠s que atendem as pessoas que atualmente t√™m uma consci√™ncia maior que o fitness √© ideal em primeiro lugar para a sua sa√ļde e depois para o resto. E todo mundo quer estar bem.

A camiseta da Nike comprei em meados dos anos 90, l√° fora. A√≠ que comecei a acreditar nessa tecnologia porque eu n√£o acreditava. Tenho muita roupa dos anos 2000 de marcas tops e todas de cotton lycra…n√£o tinha nada melhor na √©poca no Brasil.

Acontece que como a tecnologia custa caro porque tem toda a pesquisa, tecidos especiais o custo das pe√ßas sobe muito, ent√£o perde-se muito cliente porque n√£o √© t√£o acess√≠vel. √Č muito o meu caso. Por que eu vou comprar uma roupa que √© top se eu n√£o vou pedalar ¬†ou correr com ela? Ent√£o, na minha opini√£o √© um pouco de falta de vis√£o, acho que as marcas deveriam ter v√°rias op√ß√Ķes com pre√ßos diferentes, conseguindo assim, atingir diferentes p√ļblicos, sem elitizar tanto, porque acaba saindo mais caro.

*Pupe Lima que além de amar exercícios físicos desde a adolescência, é embaixadora do Slim Plus Vitay, no Brasil, procedimento estético, não invasivo, criado por um médico e um fisioterapeuta que desenvolveram um protocolo baseado em 3 técnicas já existentes que consistem principalmente na quebra e eliminação das células de gordura. O tratamento pode ser encontrado exclusivamente no país, no salão Lab6, localizado no Shopping Vila Olímpia, em São Paulo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *