Metamorfose ambulante: a moda e a urgência de novos formatos



15 de abril de 2016
por: Marcela Leone
Kendall Jenner e Gigi Hadid, sucesso do Instagram, no desfile da Victoria's Secret

Kendall Jenner e Gigi Hadid, sucesso do Instagram, no desfile da Victoria’s Secret

Ṇo apenas no Brasil, mas em todo o mundo, ̩ hora da moda reinventar-se. Seja pela crise econ̫mica, ou mesmo pelo novo padṛo de consumidores Рmuito mais afoitos no universo online Рque grandes eventos e marcas v̻m se reestruturando para encontrar um novo formato mais funcional (e lucrativo, claro).

Nesta mesma semana, a gigante da moda íntima Victoria’s Secret anunciou que irá reduzir sua produção de catálogos (leia aqui), um dos grandes destaques do marketing da rede desde 1982. A ação visa diminuir despesas em impressos para focar mais em ações em seu e-commerce, a fim de simplificar o modelo operacional.

Da mesma forma, a semana de moda de São Paulo na próxima edição (de 25 a 29 de abril) dá o primeiro passo para a versão see-now-buy-now (veja-agora-compre-agora), como fez a Burberry na última semana de moda inglesa: as roupas que desfilaram na passarela, ao invés de estarem disponíveis para venda somente na próxima temporada, já estavam, simultaneamente ao desfile, nas lojas da rede.

Viabilizar tal configuração é adequar-se à demanda da nova geração, popularmente conhecida por IWWIWWIWI (I want what I want when I want, algo como “eu quero o que eu quero quando eu quero”), já habilitada a comprar somente com um clique, seja via tablets ou smartphones.

Já o Rio de Janeiro propõe uma semana de moda que envolva demais campos sociais, tais como a arte e a música. O Rio Moda Rio será composto de, além de desfiles, espaço de exposição, palco para shows, galerias de arte contemporânea, workshops e espaços de convivência.

“O Rio Moda Rio é a grande oportunidade de transformar um projeto de moda em uma plataforma completa de comunicação. Queremos ir além das passarelas e, para isso, trazemos um evento que permeia todo o ano com ações voltadas para o mundo da moda… Não se provoca uma grande mudança apenas com um evento. É preciso um movimento. Queremos que o assunto seja perenemente tratado, ao longo dos 365 dias do ano”, exalta comunicado do RMR.

Voltando à VS, para causar ainda mais buzz em seu famoso Fashion Show, a marca convidou na última edição duas das modelos com mais seguidores nas mídias sociais: Kendall Jenner e Gigi Hadid, que tiveram mais atenção do público e da imprensa do que as verdadeiras angels.

É a hora de você, que trabalha no ramo têxtil e/ou de confecção, parar e avaliar o que vem fazendo. O cenário econômico é outro; os consumidores também já não são mais os mesmos. Como já diria Raul Seixas “Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante, do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo”…E que faz, mais do que nunca, tanto sentido para a moda.

Foto: reprodução 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *