Mesmo com crise econômica, 4 em cada 10 brasileiros compram por impulso



31 de maio de 2017
por: Marcela Leone

Em meio à recessão econômica, 37% dos brasileiros disseram que compraram algo que não precisavam devido a facilidade de crédito. A informação faz parte da pesquisa “Uso do Crédito” realizado pela SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas).

crise

Para os clientes, as lojas virtuais seriam as que mais incentivam e facilitam a compra em crédito (29%), seguido de supermercados (19%) e lojas de departamento (17%).
As roupas, calçados e acessórios são os itens mais comprados. Perfumes e cosméticos, idas a bares e restaurantes e os smartphones completam a lista.

A pesquisa também observou como os consumidores reagem às ofertas de cartões de créditos feitas por lojas de varejo, financeiras e bancos.
Boa parte deles (36%) avaliam a proposta de acordo com o orçamento. Outros 24% sequer chegam a ver a proposta e outros 17% descartam o crédito extra porque sabem que o orçamento não permite.

A pesquisa apresentou, no entanto, que 11% dos consumidores aceitam a proposta porque gostam de ter crédito disponível ou avalia de acordo com a vontade de fazer compras.

Para Marcela Kawauati, economista-chefe da SPC Brasil, é preciso ter cautela redobrada com o crédito oferecido. “Se o consumidor não estiver com o orçamento preparado para quitar as parcelas, o endividamento pode fugir ao controle e trazer inúmeros problemas”, disse por meio de nota.

O levantamento da SPC Brasil e da CNDL também mostra que 23% dos consumidores não conseguiram realizar compras parceladas em lojas por conta de crédito negado. Os principais motivos são nome sujo e limite de crédito excedido.

Fonte: No Varejo | Foto: reprodução

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *