ESPECIAL CEARÁ MODA CONTEMPORÂNEA – Thais Ferreira



2 de dezembro de 2015
por: Marcela Leone

edson-bastista

Foi no anos de 1996 em que Edson Batista e sua esposa Solange Ferreira resolveram investir em negócio próprio: uma confecção de lingerie feminina. Como não possuíam nenhum conhecimento técnico do segmento, Solange ingressou em um curso de Corte e Costura, que quando finalizado foi julgado como insuficiente — tudo que conseguiam desenvolver eram algumas calcinhas infantis.

Para ampliar os conhecimentos em produção industrial, Batista solicitou a um amigo, que já possuía uma pequena fábrica de lingerie, para estagiar em seu setor produtivo. Após três meses, nascia a Thais Ferreira, homônima à filha do casal, com confecção em sua própria residência.

Inicialmente, Batista e Solange contavam apenas com cinco máquinas e três costureiras, e o corte do tecido era realizado através de serviço terceirizado. Batista, que já possuía certo conhecimento da área comercial, produziu uma coleção e preparou mostruários para três clientes, um no Nordeste e outros dois no Norte. A linha foi aprovada e esses clientes passaram a comprar toda a produção da confecção.

Outros clientes foram surgindo e a demanda aumentando, com isso, os recém-empresários sentiram a necessidade de expandir e contratar novos funcionários, bem como a aquisição de maquinário e mais espaço, com um novo andar em sua residência.

Alguns anos se passaram e Batista despertou para ampliar sua atuação nacional. A Thais Ferreira permaneceu com o mercado externo e os clientes atacadistas tendo suas vendas executadas através de representantes comerciais em todo país.

A marca hoje tem como objetivo principal a elaboração de moda íntima de qualidade que possa proporcionar à mulher a certeza de estar sendo valorizada. A fábrica funciona em prédio próprio, possui setores bem definidos e conta com a participação de 180 colaboradores. Ao todo, são produzidas cerca de 100 mil peças/mês.

Preocupada com o público, a marca disponibiliza grande diversidade de modelos, cores, bordados e tecidos. Produz peças elaboradas, que vão do básico ao fashion.

“Nesse momento é preciso muita cautela devido à crise econômica que atinge o país, aconselharia a aguardar um período mais propicio para dar início a qualquer atividade industrial ou comercial”, aconselha o empresário para quem quer começar a empreender no país.

*O All Lingerie preparou uma série de matérias com algumas das participantes do evento para contarem mais de suas histórias e revelarem suas expectativas.

Fotos: divulgação 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *