Como a tecnologia está revolucionando o varejo



12 de janeiro de 2018
por: Marcela Leone

tecnologia-1

Você já percebeu que a tecnologia está redefinindo a experiência de compra? Há uma gama de sites de comparação que agora estão disponíveis para os consumidores do varejo, além de aplicativos de pagamento móvel e vestiários cada vez mais virtuais.

A Internet revolucionou como, quando e de quem compramos produtos. No entanto, muitas marcas ainda lutam para criar e apoiar uma experiência de varejo verdadeiramente unificada, personalizada e tecnicamente efetiva.

Drones, realidade aumentada e virtual e inteligência artificial são algumas das tecnologias que vão revolucionar o varejo e a forma como os consumidores compram.

Conforme previsto pelo futurista Faith Popcorn, podemos continuar a esperar serviços de concierge e on-demand hiper-personalizados, e o que ela chama de “consutainment”, a integração de ultra-conveniência, consumo e entretenimento.

Aqui estão algumas coisas que você pode esperar ver com base na tecnologia atual que está em funcionamento.

Entrega ultra rápida

Hoje, a norma é a entrega de dois dias. Mas isso está mudando. 25% dos consumidores surpreendentemente disseram que não fariam seu pedido se a entrega de um dia não estivesse disponível.

Por isso, a entrega em até duas horas feita por drones está chegando num futuro próximo, e a Amazon já está falando em reduzir para 30 minutos esse tempo de espera.

tecnologia-2

Saiba exatamente o que está em estoque e onde

Alguma vez você já foi a uma loja na esperança de comprar algo, mas não conseguiu porque o produto estava fora de estoque? O Google e redes varejistas estão fechando acordos que devem mudar a forma como o consumidor compra pela internet.

Um novo recurso do Google Home permite que as pessoas perguntem ao Assistente do Google para encontrar produtos em estoque na loja mais próxima.

Atualmente não está disponível para todas as lojas e em todos os locais, mas num futuro muito próximo isso vai se tornar padrão. Testes pilotos já foram implementados e o Brasil é o sétimo país a receber o novo modelo no mundo.

Provadores digitais

Os provadores, tal como os conhecemos, podem tornar-se uma coisa do passado. Afinal, por que se despir quando você pode usar uma versão 3D precisa de si mesmo para tentar itens e obter sugestões sobre ajuste, estilo, cor e muito mais?

Isso significa que os varejistas precisarão constantemente evoluir, inovar e unificar seus canais de vendas, de modo que a jornada de compra seja o mais natural possível.

Conveniência, experiência e opções vão preencher um mundo totalmente novo. Você está preparado?

Fonte: Zanotti | Fotos: reprodução

 

Comments are closed.